25/01/2019 Undime

Todas as notícias Categorias

Materiais apoiam professores a entenderem a proposta dos Campos de Experiência da Educação Infantil

Para ajudar gestores escolares e professores a entenderem melhor a proposta dos Campos de Experiência e colocá-la em prática, o Movimento Pela Base Nacional Comum apoiou a produção de um pacote de materiais sobre o tema.

Referenciais para o trabalho que será desenvolvido durante a Semana Pedagógica, a Undime sugere o aproveitamento dos recursos para subsidiar as discussões que serão realizadas em todo o país e para compreender as diretrizes da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os documentos podem ser encontrados neste link.

O pacote conta com três materiais:

Campos de Experiências – Efetivando Direitos e Aprendizagens na Educação Infantil documento elaborado pela especialista Zilma de Oliveira, traz reflexões, problematizações, sugestões e discussões sobre a organização de atividades pedagógicas baseadas nos Campos de Experiências. O texto retoma a fundamentação teórica desse arranjo e analisa em profundidade as propostas e direitos de aprendizagem trabalhados em cada um dos campos.

Campos de Experiências – PDF interativo – material elaborado a partir do documento produzido pela especialista Zilma de Oliveira. Explica de forma resumida e interativa os conceitos fundamentais da proposta de aprendizagem dos Campos de Experiência, incluindo os direitos de aprendizagem, a brincadeira e a interação como eixos estruturantes e os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento.

Curso “Os Campos de Experiências na BNCC da Educação Infantil” – realizado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal em parceria com o Instituto Singularidades, é online, gratuito e tem duração de 2 horas. A ideia é apresentar a proposta da BNCC para a Educação Infantil, situando como ela se difere dos referenciais curriculares anteriores, como está estruturada e de que forma os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento podem ser efetivados na prática.

A BNCC

A Base Nacional Comum Curricular propõe um novo arranjo para a etapa da Educação Infantil: os Campos de Experiências. A ideia leva em conta que bebês e crianças pequenas aprendem e se desenvolvem por meio de experiências do cotidiano, que devem ser planejadas com intencionalidade pelos professores. Os Campos de Experiências são baseados em seis direitos de aprendizagens e dois eixos estruturantes: a interação e a brincadeira.

Fonte: Movimento pela Base com adaptações

https://bit.ly/2B5X2Dt

 

Todas as notícias Todas as categorias