17/08/2018 Undime

Todas as notícias Categorias

MEC garante apoio a iniciativas educacionais e programa de merenda escolar durante 7º FNEx

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na noite da terça-feira (14), a renovação da parceria com a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro para a edição 2018. O aporte de recursos foi divulgado durante a abertura do 7º Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação, realizado pela Undime em Recife, de 14 a 17 de agosto. 

Parte do Programa Escrevendo o Futuro, as Olímpiadas da Língua Portuguesa, uma iniciativa da Fundação Itaú Social, acontecem desde 2004, com apoio da Undime e Canal Futura, sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas de todo o país. A iniciativa realiza diversas modalidades de formação presencial e a distância para educadores, além de um concurso de textos que premia as melhores produções dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

Durante a sua fala na abertura do 7º FNEx, o ministro da Educação Rossieli Soares assegurou, ainda, que fará a assinatura do termo de liberação de ao menos R$ 320 milhões para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Ao lado do Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo/ CE e Presidente da Undime, Alessio Costa Lima e do presidente Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Sílvio Pinheiro, Rossieli explicou que o recurso deverá apoiar a oferta de alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública. 

O ministro reconheceu, ainda, que é grande o desafio de melhorar a aprendizagem e apontou possíveis soluções. “É preciso investir na formação dos professores, melhoria da infraestrutura nas escolas, buscar mais recursos e gastar com mais eficiência”, disse.

A abertura do 7°FNEx reuniu cerca de 1.500 dirigentes, técnicos de secretarias e educadores que lotaram o pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco, na capital pernambucana.

Além da apresentação das delegações das 26 seccionais da Undime, a noite que abriu os trabalhos do maior encontro da educação básica pública do país foi marcada pelo show da orquestra Criança Cidadã – Meninos de Ipojuca, projeto social que atende crianças e jovens de comunidades.

Em sua fala de boas-vindas, professor Alessio abordou o papel da entidade na defesa da educação pública e de qualidade nos 5.567 municípios brasileiros. O presidente da Undime destacou também os inúmeros desafios da área, reforçando que é cada vez maior a necessidade de aporte de recursos para assegurar o acesso de todos à educação básica.

“Hoje, o maior número de matrículas no país é em creches e pré-escolas, que são de responsabilidade dos municípios. Para assegurar que os municípios tenham, de fato, como oferecer as crianças brasileiras uma educação pública e com qualidade, precisamos fortalecer as parcerias com os governos federal e estaduais”, falou.

A mesa da abertura foi composta ainda por representantes do MEC, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e diversos parceiros da Undime. O palco também recebeu os 26 presidentes das seccionais da Undime, representando as delegações dos estados participantes do evento.

Ao longo dos quatro dias de programação, o 7º FNEx vai debater o direito à educação e a garantia ao acesso, à permanência e à aprendizagem. 

Tema central

A conferência ministrada pelo professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), André Lázaro marcou a segunda etapa da noite. Na exposição, que apresentou o tema central do Fórum - “O Direito à educação e a garantia ao acesso, à permanência e à aprendizagem”, o especialista destacou a importância do evento para fortalecer a compreensão e a busca para assegurar esse direito. 

Um show do cantor pernambucano Nando Cordel fechou a primeira noite do evento. Até a tarde do dia 17 estão programadas conferências, mesas-redondas, oficinas temáticas, visitas dos participantes a salas de atendimento governamental (FNDE, Inep, Sase, SEB, Secadi, Capes, Ministério da Saúde - MS), a estandes do Conviva Educação e de parceiros institucionais da Undime (Ação Educativa, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Fundação Itaú Social, Fundação Lemann, Fundação SM, Fundação Telefônica-Vivo, Instituto Natura, UNICEF e Uncme) e a estandes de empresas expositoras.

 

Fonte: Undime / Fotos: Undime

Todas as notícias Todas as categorias