24/11/2017 Undime Categorias: Notícia Notícias Undime

Todas as notícias Categorias

Lançamento da Política de Inovação Educação Conectada

Na tarde de última quinta-feira, 23 de novembro, o presidente da república Michel Temer e o Ministro da Educação, Mendonça Filho, lançaram a Política de Inovação Educação Conectada em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília. Na mesma ocasião, o presidente Michel Temer assinou o Decreto 9.204, de 23 de novembro de 2017 que institui o Programa de Inovação Educação Conectada. A publicação consta no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).

A Undime acompanhou o evento que contou com a participação de representantes das presidências estaduais e com a presença do presidente nacional e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima. Na ocasião estavam presentes: o presidente Undime AM e DME Tonantins (AM), Edelson Penaforth Pinto; o presidente Undime AP e DME de Porto Grande (AP), José Uilson de Sousa; o DME de Santa Inês (BA), Marcos Paiva Pereira; a DME de Iracema (CE), Sandrileuza Maria Martins Freitas; o presidente da Undime Região Centro-Oeste e DME de Goiânia (GO), Marcelo Ferreira da Costa; o DME de Riacho dos Machados (MG), Jose Fernandes dos Santos; a DME de Bela Vista (MS), Jane Mary Garcia Mattos Carvalho; o DME de Bertolínia (PI), Sávio Alexandre da Rocha Sousa; a presidente da Undime Região Sul e DME de Apucarana (PR), Marli Regina Fernandes da Silva; o DME de Massaranduba (SC), Cristiano Rodolfo Tironi; e a DME de Dois Irmãos do Tocantins (TO), Maria de Fátima Rodrigues da Silva Miranda.

A nova política prevê conectividade na rede de ensino do país. A medida é uma parceria entre os ministérios da Educação e o da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que pretende universalizar o acesso à internet de alta velocidade nas escolas, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala.

Na fase de indução da ação, até o final de 2018, o MEC deve investir R$ 271 milhões. Desse total, R$ 255,5 milhões serão investidos na melhoria da infraestrutura e conexão das escolas, o que inclui a ampliação da rede terrestre de banda larga, serviços de conectividade, infraestrutura de wi-fi, compra de dispositivos e aquisição de um satélite que vai levar internet de no mínimo 10 Mb a escolas da zona rural. Nesta fase de indução, a meta é atingir 22,4 mil escolas que atendem 12,8 milhões de alunos dos ensinos fundamental e médio.

Segundo o MEC, os outros R$ 15,5 milhões serão destinados ao financiamento da formação de articuladores locais, à construção de plataforma para cursos online e produção de conteúdos específicos. A previsão é que até 2024 todas as escolas do país recebam conexão de alta velocidade.

Dentro da nova política está previsto um plano de formação continuada para professores e gestores com cursos específicos sobre práticas pedagógicas mediadas por tecnologia, cultura digital e outros recursos educacionais, como robótica. Paralelamente, haverá a figura dos articuladores locais. A ideia é que entre 2017 e 2018, o MEC ofereça bolsas de três meses para 6,2 mil articuladores que irão atuar no processo de construção e implementação das ações na rede.

Também no âmbito da política, foi apresentada a Plataforma Integrada de Recursos Educacionais Digitais. O portal, já está em funcionamento por meio do link https://plataformaintegrada.mec.gov.br/home e integra materiais desenvolvidos pelo próprio MEC e por institutos e fundações.

A adesão a nova política já está aberta. Ela dever ser realizada por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec). As secretarias de educação estaduais e municipais indicarão, a partir de critérios, as escolas que desejam compartilhar a nova política e que, posteriormente, deverão apresentar um plano de inovação e tecnologia na educação, conforme cronograma que será divulgado posteriormente.

Confira mais fotos:

 

Fonte: Undime com informações do MEC/ Fotos: Undime

Todas as notícias Todas as categorias