24/11/2017 Undime Categorias: Notícia Notícias Undime

Todas as notícias Categorias

Undime participa da cerimônia de entrega da Medalha Paulo Freire

 

Identificar, reconhecer e estimular experiências educacionais que promovam políticas, programas e projetos cujas contribuições sejam relevantes para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Esse é o objetivo da Medalha Paulo Freire, iniciativa do Ministério da Educação que contempla personalidades e instituições que se destacaram no sentido de melhorar a alfabetização e universalizar a EJA.

Em 2017, a inciativa recebeu 58 inscrições. Dessas, 9 foram premiadas na cerimônia de entrega das medalhas e menções honrosas, realizada nesta quinta-feira, 23 de novembro, na sede do Ministério da Educação, em Brasília.

No período da tarde foram entregues as medalhas às cinco experiências selecionadas que contemplam secretarias de educação e instituições de ensino dos estados do Ceará, Goiás, Mato Grosso e Paraná.

O presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, prestigiou o evento. Junto ao ministro da Educação, Mendonça Filho, e à secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, Ivana de Siqueira, o professor Alessio ressaltou a importância da premiação no sentido de dar luz a experiências que as vezes ficam no anonimato e lembrou do patrono da educação brasileira, o renomado Paulo Freire.

Ivana de Siqueira, destacou o caráter desafiador da EJA, oferecida a partir dos 15 anos para o público de ensino fundamental e, para o ensino médio, a partir dos 18 anos, e falou sobre a importância de dividir essas experiências para aprimorar a Educação de Jovens e Adultos no Brasil. “Avançamos muito na educação, mas nessa área ainda temos um passado que precisa se pensar muito, refletir e avançar”, afirmou, lembrando que, no Brasil, 50 milhões de pessoas, com 15 anos ou mais, não completaram a educação básica.

A escolha dos trabalhos foi feita por uma comissão julgadora, que, para avaliação das experiências educacionais, visitou as instituições que executam na prática os projetos. No período da manhã, a Undime foi representada pela professora Maria Edineide de Almeida Batista, membro da comissão. Ela reforçou que a Medalha Paulo Freire é importante para vivenciar o comprometimento dos professores, assim como também dos gestores, frente a tantos desafios encontrados na EJA. “As experiências educacionais por mim visitadas estão em pé de igualdade, claro que em contextos diferentes, mas todas merecem a medalha número 1”, elogiou.

Projetos ganhadores da Medalha Paulo Freire:

- Cultura Afro – Escola Municipal Agostinho Moreira e Silva – Fortaleza (CE)
- Eu, Cidadão do Mundo – Centro de Educação de Jovens e Adultos Arco Íris – Goiânia (GO)
- Os Educandos da EJA como Agentes (Transformadores nos 300 Anos da História Cuiabana) – Secretaria Municipal de Educação, Desporto e Lazer – Cuiabá (MT)
- Gestão dos Territórios Tradicionais de Pescadores (as) Artesanais – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná – Paranaguá (PR)
- A Construção de Ações Cidadãs no Universo Escolar da EJA – Autarquia Municipal da Educação de Apucarana – Apucarana (PR)


Projetos que ganharam menção honrosa:

- Monte Sião e EJA – Educar e Ressocializar – Casa de Recuperação Monte Sião – Cascavel (CE)
- Valorizando o Homem do Campo – Canel Central Agrícola Nova Era Ltda._ Uruçuí (PI)
- Música para a Inteligência – Associação de Pais e Mestres da Escola Municipal Francisco de Souza Bríglia – Boa Vista (RR)
- Escolarização Depois dos 40 – Recomeçar para Cuidar de Si – Associação dos Professores e Alunos do NAES de Itapiranga – Itapiranga (SC)

Veja as fotos da premiação:

A Construção de Ações Cidadãs no Universo Escolar da EJA – Autarquia Municipal da Educação de Apucarana – Apucarana (PR)

 Cultura Afro – Escola Municipal Agostinho Moreira e Silva – Fortaleza (CE)

 Os Educandos da EJA como Agentes (Transformadores nos 300 Anos da História Cuiabana) – Secretaria Municipal de Educação, Desporto e Lazer – Cuiabá (MT)

 Eu, Cidadão do Mundo – Centro de Educação de Jovens e Adultos Arco Íris – Goiânia (GO)

 Gestão dos Territórios Tradicionais de Pescadores (as) Artesanais – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná – Paranaguá (PR)

Fonte: Undime com informações do MEC/ Fotos: Undime

Todas as notícias Todas as categorias