20/06/2018 Undime

Todas as notícias Categorias

Webinário aborda metas 5 e 7 do PNE

Em parceria com o movimento Todos Pela Educação e o OPNE (Observatório do PNE), a Jeduca realiza na quinta-feira (21/6), às 10h30, o 6º webinário da série mensal “De Olho no PNE”. O tema dessa edição são as metas 5 e 7 do Plano Nacional de Educação, que tratam da alfabetização e do aprendizado adequado na idade certa, respectivamente.

O encontro virtual, que será transmitido pelo canal da Jeduca no YouTube, contará com a participação de Olavo Nogueira Filho, do Todos Pela Educação, e Inês Miskalo, do Instituto Ayrton Senna. Os palestrantes comentarão os principais desafios das metas e possíveis alternativas para seu cumprimento, incluindo a implementação da Base Nacional Comum Curricular do ensino fundamental, já aprovada, e da BNCC do ensino médio, que está em tramitação no Conselho Nacional de Educação.

A meta 5 do PNE estabelece que o Brasil deverá alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o fim do 3º ano do ensino fundamental. Já a BNCC determina que a alfabetização deverá acontecer até a conclusão do 2º ano.

Desde 2013, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) realiza a ANA (Avaliação Nacional da Alfabetização), utilizada para o monitoramento dessa meta. A prova avalia os conhecimentos em leitura, escrita e matemática dos alunos do 3º ano do ensino fundamental. Em 2016, 66,2% das crianças brasileiras estavam em nível adequado de escrita. A maioria não atingiu níveis adequados em leitura (47,7%) e matemática (45,5%).

Já a meta 7 determina que o Brasil deverá melhorar a qualidade da educação básica em todas etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir médias nacionais para o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) que aumentam com o passar dos anos e são diferentes de acordo com a etapa escolar.

Em 2015, o Ideb dos anos iniciais do ensino fundamental foi de 5,5, acima da meta prevista, de 5,2. Essa etapa apresenta uma evolução constante ao longo dos anos, e desde 2007 está acima dos valores estipuladas. O Ideb dos anos finais do fundamental é 4,5, valor abaixo da projeção, que era de 4,7. Desde 2007 o índice apresenta crescimento, mas a partir de 2013 tem ficado abaixo do estipulado.

O ensino médio apresentou Ideb de 3,7 em 2015, abaixo da meta, que era 4,3. Essa é a etapa mais preocupante, visto que nos últimas três edições divulgadas do Ideb permaneceu estagnado.

A meta 7 tem ao todo 36 estratégias para seu cumprimento, passando por questões como infraestrutura das escolas, prevenção à violência, saúde dos alunos, formação de professores e a elaboração da BNCC.

Durante o webinário, serão dadas dicas de como navegar pelo OPNE, plataforma criada para monitorar o cumprimento do Plano. No OPNE é possível encontrar dados sobre as 20 metas do Plano, tanto nacionais quanto desagregados por estados e municípios, bem como estudos, notícias, programas de governo e vídeos entre outros materiais.

Para mais informações, acesse:

http://portal.inep.gov.br/ideb

https://www.todospelaeducacao.org.br/conteudos-especiais/45614/numeros-para-que-te-quero-por-que-e-importante-medir-a-qualidade-da-educacao/

Saiba mais sobre os palestrantes:

Inês Miskalo, gerente-executiva de Educação do Instituto Ayrton Senna: com formação em História e Pedagogia, ocupou cargos de docência e de gestão na Secretaria de Estado de Educação de São Paulo. Há mais de 20 anos lidera projetos voltados especialmente à alfabetização e à correção de distorção idade-série, com foco na educação integral, que também engloba o desenvolvimento das competênciais socioemocionais dos estudantes. Inês também aborda outros temas, como metodologias de ensino-aprendizagem, gestão educacional, relação família-escola, relações de afetividade na comunidade escolar e a BNCC.

Olavo Nogueira Filho, diretor de Políticas Educacionais do movimento Todos Pela Educação: é formado em Administração pela Universidade de Notre Dame (EUA) e pós-graduado em Gestão Pública pelo CLP (Centro de Liderança Pública). Atuou por três anos na ONG Parceiros da Educação (2010-2013) e outros três anos na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (2013-2016), onde foi assessor do secretário da Educação, diretor de Tecnologias Educacionais e coordenador de Informação, Monitoramento e Avaliação. Está no Todos Pela Educação desde junho de 2016.

Fonte: Jeduca

https://bit.ly/2lklrNp

 

 

Todas as notícias Todas as categorias