12/08/2016 Undime

Todas as notícias Categorias

Tocantins encerra etapa de seminários sobre a Base Nacional Comum Curricular

(Fotos: Undime TO)

O estado de Tocantins encerrou nesta quarta-feira (10) a etapa de discussões sobre a segunda versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O encontro reuniu 400 participantes de 71 municípios. Ao longo do seminário eles trabalharam em grupo, divididos conforme as etapas da educação básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais, Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio. O evento foi realizado na Escola de Tempo Integral Padre Josimo Morais Tavares, em Palmas (TO).

Entre os meses de junho e agosto deste ano, os 26 estados da federação e o Distrito Federal realizaram seminários estaduais para debater a segunda versão da Base Nacional Comum Curricular. O objetivo era analisar o documento de forma a propor alterações, supressões e/ou acréscimos ao texto. A partir da realização dos seminários foram produzidos relatórios que serão encaminhados ao Comitê Gestor dessa etapa, formado pelo Consed e pela Undime. Junto à Universidade de Brasília (UnB), o Comitê Gestor será responsável por sistematizar todas as contribuições para então enviá-las ao Ministério da Educação (MEC).

No Tocantins, segundo a Comissão Estadual da Base, responsável pela realização do seminário, além de professores e estudantes do Ensino Médio, participaram representantes Consed, da Undime, da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), do sindicato dos trabalhadores da educação do Tocantins, do Instituto Federal do Estado, do Conselho Estadual de Educação, da Fundação Universidade do Tocantins e do Fórum Estadual de Educação. O presidente da Undime TO e Dirigente Municipal de Educação de Araguaína (TO), Jocirley de Oliveira, também participou do evento.

A representante da Undime na Comissão Estadual, Maria Solange Rodrigues, contou que o processo de mobilização ocorreu de diferentes maneiras: via e-mail, ligações telefônicas, mensagens por meio do aplicativo WhatsApp, Facebook, divulgação em reuniões de Dirigentes Municipais de Educação e em formações de educadores.

Apesar de garantir a presença de diferentes segmentos no evento, Maria Solange acredita que "a participação da comunidade escolar, ainda é tímida. Há necessidade de mais estudo, participação, aprofundamento do documento para que os educadores compreendam o objetivo e a importância do documento como base para elaboração do currículo". Por outro lado, ela destaca o comprometimento dos profissionais por área de conhecimento em discutir a segunda versão da Base, no que diz respeito àqueles que estiveram presentes e participaram do seminário.

Ainda de acordo com a representante da Undime na Comissão Estadual, a rede municipal de ensino da capital Tocantins se envolveu com as discussões sobre a BNCC mobilizando educadores para ler o documento, promovendo estudos e incentivando a participação e a colaboração na primeira etapa, por meio da consulta pública realizada pelo portal da Base.

A Base Nacional Comum Curricular está prevista na Lei 13.005 de 2014, que estabelece o Plano Nacional de Educação (PNE). De acordo com a Lei, a BNCC representa a proposta dos direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento para os alunos da educação básica e deve ser elaborada e enviada ao Conselho Nacional de Educação (CNE), após consulta pública.

Para mais informações sobre os seminários estaduais da BNCC, acesse: http://seminarios.bncc.undime.org.br/ 

Fonte: Undime

Todas as notícias Todas as categorias