25/05/2018 Undime

Todas as notícias Categorias

Dados do Saeb são discutidos em seminário promovido pelo Inep em parceria com a Unesco

Cerca de 150 professores e especialistas das secretarias estaduais de educação, da Undime e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) participaram do seminário sobre as "Desigualdade de Aprendizado e Infraestrutura na Educação Básica: evidências a partir do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb)".

No encontro, realizado nesta quarta-feira, 23 de maio, pelo Inep e pela representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Brasília, foi apresentado o estudo “Desigualdades de aprendizado entre alunos das escolas públicas brasileiras: evidências da prova Brasil (2007 a 2013)” e os resultados preliminares e inéditos da pesquisa “Qualidade da infraestrutura escolar das escolas públicas da educação básica – ensino fundamental”.

Ambos partem dos dados fornecidos pelo Saeb e discutem a questão sobre os excluídos do sistema educacional, fundamental para que secretários, docentes e todos os envolvidos com a educação se engajem no processo de implementação dos marcos legais educacionais nacionais e internacionais, como o Plano Nacional de Educação (PNE) e a Agenda Educação 2030, respectivamente.

A publicação “Desigualdade de aprendizado entre alunos das escolas públicas brasileiras: evidências da prova Brasil (2007 a 2013)” faz parte da série Debates Educação da Unesco, que já conta com cinco publicações. O trabalho apresenta os resultados de pesquisa que buscou analisar o fenômeno da exclusão intraescolar em escolas públicas brasileiras, ou seja, avalia situações nas quais o aluno, mesmo matriculado em uma escola, não aprende as competências de leitura e matemática de maneira compatível com a etapa de ensino cursada. Essa questão pode refletir um problema social, sobretudo quando está associado a determinados grupos de alunos que apresentam certas características sociodemográficas, relacionadas a região onde moram, origem socioeconômica, gênero e cor da pele, por exemplo.

O estudo “Qualidade da infraestrutura escolar das escolas públicas da educação básica – ensino fundamental” é uma cooperação entre a Unesco no Brasil e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ainda em fase de construção, e com previsão de lançamento para setembro deste ano, o estudo teve seus resultados preliminares apresentados no seminário com o objetivo de obter também o olhar dos especialistas sobre a questão.

 (Luana Bergmann Soares, diretora de Avaliação e Educação Básica do Inep; e Rebeca Otero, coordenadora de Educação da Unesco no Brasil)

 (Antonio Mágno Melo de Sousa, vice-presidente da Undime Maranhão e DME de Tuntum/ MA; e Justina Iva, DME de Natal/ RN)

 (Kalicia de Brito França, presidente da Undime MS e DME de São Gabriel do Oeste/ MS; e André Lemes da Silva, presidente da Undime RS e DME de Rio Grande/ RS ) 

 (Vilmar Lugão de Britto, presidente da Undime Região Sudeste e Undime Espírito Santo e DME de Jeronimo Monteiro/ ES; José Marques Aurélio de Souza, presidente da Undime Ceará e DME de Jucás/ CE; e Maria Elza da Silva, presidente da Undime Pernambuco e DME de Bonito/ PE) 

 (Andreia Pereira da Silva, presidente da Undime Minas Gerais e DME de Oliveira/ MG; e Edelson Penaforth Pinto, presidente da Undime Amazonas e DME de Tonantins/ AM)

Fonte: Inep com adaptações/ Fotos: Undime

Todas as notícias Todas as categorias