13/03/2018 Undime

Todas as notícias Categorias

Inep publica panorama da última década do Sistema de Avaliação da Educação Básica

Um relatório com o panorama do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2005 a 2015 acaba de ser publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Disponibilizado no Portal do Inep nesta terça-feira, 13 de março, o relatório tem por objetivo apresentar aos gestores educacionais e demais públicos de interesse um panorama da última década.

O texto é dividido em seis capítulos. O primeiro apresenta o marco normativo do Saeb no período, descrevendo as alterações legais ocorridas ao longo dos anos até a configuração atual da avaliação. O segundo, terceiro e quarto versam sobre aspectos metodológicos da avaliação, apresentando as matrizes de referência, os instrumentos aplicados e as escalas de proficiência que subsidiam a interpretação dos resultados. O quinto capítulo aborda o processo de divulgação dos resultados desde o primeiro ano de realização do Saeb até a presente edição.

O sexto capítulo apresenta um panorama das etapas da educação básica avaliadas pelo Saeb no Brasil no período considerado, relativo ao quantitativo de escolas, matrículas nos diferentes estratos, docentes e outros indicadores, tais como média de alunos por turma, taxa de aprovação, reprovação e abandono. Apresenta ainda a evolução das médias de proficiência dos estudantes nos testes de desempenho do Saeb entre 2005 e 2015, com recortes por etapa, dependência administrativa, região e unidade da Federação.

Saeb - Instituído na década de 1990, ao longo dos mais de 25 anos de existência o Saeb passou por diversos aprimoramentos, adaptações e alterações metodológicas. Em 2005, após uma reestruturação, o Saeb passou a ser composto por dois processos avaliativos distintos, porém complementares: a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb), que manteve os procedimentos da avaliação amostral, e a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc), mais conhecida como Prova Brasil. Essa ampliou a população alvo da avaliação com a inclusão de um estrato censitário para aplicação de instrumentos em escolas públicas de 5º ano e no 9º ano do Ensino Fundamental. Esse aprimoramento permitiu a geração de resultados de desempenho por escolas e municípios. Outro importante marco foi a instituição da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), em 2012, permitindo coletar informações sobre o nível de alfabetização das crianças ao término do 3º ano do Ensino Fundamental.

Clique aqui para acessar o relatório.

Fonte: Inep

https://goo.gl/a55QX1

Todas as notícias Todas as categorias