08/08/2016 Undime

Todas as notícias Categorias

Espírito Santo promove seminário para debater a Base Nacional Comum Curricular

(Fotos: Comissão de Mobilização da BNCC no Espírito Santo)

Uma nova fase no processo de construção coletiva da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) está em andamento. Por isso, para debater e apresentar contribuições à segunda versão do documento preliminar, o Espírito Santo promoveu nos dias 2 e 3 de agosto o seminário no estado. O evento foi realizado no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), localizado em Vitória (ES), e reuniu cerca de 250 pessoas.

Como a ideia é discutir o documento com ampla participação da sociedade, participaram diferentes segmentos da educação. Entre eles, professores em efetivo exercício do magistério da educação básica; estudantes do Ensino Médio; profissionais da educação básica como gestores, coordenadores, supervisores pedagógicos, orientadores educacionais, professores especialistas que atuam com temas integradores/temas especiais, profissionais das equipes especializadas e salas de recurso; e educadores vinculados aos conselhos, segmentos e instituições no estado.

Para falar sobre as características e expectativas referentes ao texto final e fomentar o debate, esteve no encontro, o professor do Instituto de Física da Universidade de São Paulo e membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, Luís Carlos de Menezes, que abordou os direitos de aprendizagem e falou sobre como a BNCC pode impactar os currículos escolares.

Um dos critérios para participar do seminário foi que, necessariamente, a pessoa tem que ter contribuído com a primeira etapa de discussão da Base, por meio do portal do Ministério da Educação, criado para comportar as informações sobre a BNCC.

A Base representa a proposta dos direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento para os alunos da educação básica e deve ser elaborada e enviada ao Conselho Nacional de Educação (CNE), após consulta pública. A primeira versão do documento já passou por consulta popular. A segunda versão passa por análise, entre os meses de junho e agosto, por meio da realização dos seminários estaduais.

Para a elaboração da segunda versão, foram analisados mais de 12 milhões de contribuições de professores, estudantes, responsáveis e associações científicas de todo o Brasil. Para tanto, foram disponibilizados três canais de participação: individual, escola e instituição.

Próximos passos - Agora, a Comissão Estadual de mobilização da BNCC no Espírito Santo deverá encaminhar ao comitê gestor dessa etapa de discussão da Base, formado pelo Consed e pela Undime, o relatório com as contribuições apresentadas.

Para saber mais sobre os seminários estaduais que debatem a BNCC, acesse: http://seminarios.bncc.undime.org.br/

Fonte: Undime com informações do portal da Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo

Todas as notícias Todas as categorias